Blog Le Santé, Dúvidas, Saúde

O que é a Leucemia?

14 de janeiro de 2020
conjunto de células sanguíneas, leucemia

A Leucemia é o tipo de câncer no sangue mais conhecido. Esse câncer em específico tem seu início na medula óssea (líquido gelatinoso que é encontrado no interior dos ossos). A medula óssea é responsável pela produção dos componentes sanguíneos: Hemácias/Glóbulos vermelhos (responsável pelo oxigênio do organismo), leucócitos/Glóbulos brancos (responsável por combater infecções) e plaquetas (responsável pela coagulação sanguínea, evitando hemorragias). 

O desenvolvimento da doença se dá quando os glóbulos brancos/leucócitos perdem a sua função principal, assim, começam a se desenvolver de forma descontrolada. 

Há vários tipos de leucemia, contudo a sua classificação vai depender da velocidade de progressão e do tipo de células envolvidas. 

Algumas classificações de doença são: 

Leucemia Aguda

Nessa classificação, as células sanguíneas não conseguem desenvolver sua função principal e acabam se desenvolvendo de forma desenfreada, assim, acontece uma piora rápida no quadro da doença, sendo necessário um tratamento mais agressivo. 

Leucemia Crônica

Esse tipo de leucemia pode ser bem variado e extenso. Em alguns casos o corpo produz muitas células e em outros casos pode haver uma baixa produção de células, contudo, na leucemia crônica é mais comum que estejam envolvidas as células sanguíneas com mais tempo de vida. 

Leucemia Linfocítica

A princípio, nesse caso as células afetadas são os linfócitos, que formam o tecido linfático, responsável pela composição do sistema imunológico. 

Leucemia Mielógena

Seu foco acontece principalmente nas células mieloides que geram os glóbulos vermelhos, brancos e células protetoras das plaquetas. 

Outros tipos de leucemia

Há também outros tipos da doença, é importante que qualquer sinal da doença o paciente entre em contato com um médico oncologista ou um hematologista para que seja descoberto o tipo específico da leucemia. 

Alguns fatores de risco são: 

Tratamento anterior de câncer

Pessoas que estiveram expostas ao tratamento de quimioterapia ou alguma outra forma de radiação proveniente ao tratamento do câncer, sobretudo, podem ter um maior risco de desenvolver algum tipo da doença. 

Distúrbio Genético

As desordens genéticas podem ser um fator de risco. A síndrome de down por exemplo é um caso de desordem genética que pode aumentar o risco de desenvolvimento da leucemia. 

Exposição a produtos químicos

O benzeno, por exemplo (encontrado na gasolina) está associado a um risco maior de desenvolvimento da doença. 

Fumar

O cigarro, igualmente, auxilia no desenvolvimento da leucemia mielóide aguda. 

Histórico familiar da doença

Por exemplo: Se você possui na sua família alguém que já desenvolveu leucemia, isso pode ser um fator de risco. 

Por fim, os sintomas podem ser variados, os principais deles são: 

  • Febre; 
  • Calafrios; 
  • Fraqueza; 
  • Infecções constantes; 
  • Perda de peso; 
  • Sangramento ou hematomas; 
  • Hemorragias nasais; 
  • Transpiração em excesso; 
  • Dor nos ossos; 
  • Anemia; 
  • Dores de cabeça; 
  • Convulsão; 
  •  Vômito… 

Na maioria das vezes os sintomas da doença podem ser vagos e muitas pessoas acabam confundindo os sintomas com alguma gripe ou doença mais simples. Contudo, caso o paciente apresente alguns dos sintomas ou fatores de risco, é importante que realize um acompanhamento médico para realização de alguns exames. 

A leucemia como outros tipos de câncer, se diagnosticada em estágio inicial, certamente possuirá maior chance de cura, podendo ter um tratamento menos agressivo. 

Acompanhe também o nosso dia a dia nas redes sociais.

No Comments

Leave a Reply