Blog Le Santé, Le Santé, Saúde

Qual o papel do nutricionista durante o tratamento oncológico?

28 de janeiro de 2020
porção de frutas a frente, no fundo pessoa de jaleco preenchendo uma receita nutricional

Durante o tratamento oncológico é ideal que o paciente conte com uma equipe multidisciplinar com profissionais de áreas diversas. O nutricionista tem um papel importante durante o tratamento oncológico já que o paciente necessita de uma boa alimentação uma vez que o tratamento pode oferecer alguns efeitos colaterais como:

  • perda de apetite;
  • cansaço;
  • perda de líquidos e vitaminas essenciais para o nosso organismo

Nesses casos, é essencial que haja o trabalho em conjunto do médico oncologista com o nutricionista para que possam traçar metas e adotem uma dieta adequada para cada paciente. 

A finalidade dessas dietas, é evitar que haja perda de vitaminas e que o paciente possa estar o mais saudável possível para prosseguir com o tratamento sem potencializar os efeitos colaterais. 

Qual a função do nutricionista?

O nutricionista tem como função promover a educação alimentar do paciente, auxiliando na recuperação e manutenção da saúde para que haja reposição de todos os nutrientes e vitaminas que são perdidos devido ao tratamento oncológico. 

Ao iniciar o tratamento, o paciente passa pela consulta com o nutricionista também, onde será analisado cada caso e suas particularidades. Após o estudo de cada paciente, será dado início ao acompanhamento nutricional.

Avaliações complementares podem ser realizadas para que os dados nutricionais do paciente sejam sempre atualizados, podendo haver alterações na dieta ou não. 

O cardápio de cada paciente é definido de forma personalizada já que cada paciente possui um sistema biológico diferente. Outros fatores levados em conta na hora de personalizar essa dieta é o diagnóstico, condição clínica do paciente, seus hábitos diários, preferência e aversão alimentar. 

A alimentação saudável e personalizada é essencial para que o organismo do paciente funcione da melhor forma, repondo os nutrientes que se perdem para que não haja desnutrição. 

O nutricionista pode auxiliar nos efeitos colaterais do tratamento, oferecendo alternativas para para promover o alívio em caso de desconforto causado pela quimioterapia ou radioterapia. 

Quando acaba o acompanhamento nutricional?

O tratamento nutricional não acaba quando o paciente recebe alta. É importante que ele continue mesmo após finalizado o tratamento para que haja evolução da alimentação, até que possa retomar a rotina alimentar normal, uma vez que não haverá mais a interferência no aspecto do apetite causado pela radiação do tratamento. 

Em todo caso, é importante reforçar que o acompanhamento nutricional é importante para todas as pessoas e ainda mais importante para o paciente oncológico. Conte sempre com o auxílio de um profissional capacitado. 

No Comments

Leave a Reply