Blog Le Santé, Saúde

Atividade física: aliado importante para autoestima

19 de maio de 2020
grupo de mulheres realizando atividade física

O paciente oncológico, durante o tratamento acaba descobrindo algumas coisas novas sobre o seu corpo e descobrindo principalmente as limitações que podem ocorrer durante essa fase.

É normal que para muitos pacientes a autoestima seja prejudicada, que falte disposição para realizar atividades e que a fadiga atrapalhe nas funções mais simples do dia a dia. Neste momento, é extremamente importante que o paciente siga em frente e não desista. Investir em atividades físicas pode auxiliar nesse momento.

As atividades físicas fortalecem a musculatura, gerando resistência e disposição. O exercício físico nessa fase auxiliam na liberação de endorfina, fazendo com que o paciente se sinta melhor, com a autoestima elevada, reduzindo o nervosismo e ansiedade.

Há também o reforço da superação, uma vez que o paciente se vê mais capaz de realizar atividades básicas ao mesmo tempo que cuida do corpo.

Contudo, o paciente oncológico deve contar com um profissional para auxiliar na realização destas atividades. É normal que o tratamento oncológico cause cansaço e redução da disposição mas os limites do corpo devem sempre ser respeitados.

Há dias que o paciente levantará mais animado e haverá dias que se sentirá mais cansado, é normal e é necessário que o paciente saiba os seus limites para que não passe mal.

Dependendo da atividade escolhida, ela poderá ajudar no controle de peso, diminuição do inchaço e da retenção de líquidas causadas durante o tratamento contra o câncer.

Qual a melhor atividade física?

O paciente deve encontrar uma atividade que ele se sinta atraído ou à vontade. Atividades mais leves podem ser altamente recomendadas uma vez que paciente não precisa de muito esforço físico para realização da mesma.
Para que se torne mais atrativa e prazerosa, invista em atividades em grupo ou atividades leves como:

  • Yoga;
  • Meditação;
  • Terapias;
  • Pilates;
  • Caminhadas leves;
  • Dança;
  • Alongamentos…

Por fim, é importante que o médico responsável esteja ciente da total rotina do paciente, inclusive à realização de alguma atividade física. Conte com a sua equipe multidisciplinar e com um profissional de educação física para auxiliar nas suas atividades.

No Comments

Leave a Reply